ALEIJADINHO
 
ALEIJADINHO - Ninguém é profeta em sua terra

Mario Mendonça


Esse ditado bíblico aplica-se também ao nosso maior escultor,
Nosso Senhor da Paciência
autor, entre outros trabalhos, do imponente conjunto de profetas (que coincidência...) esculpidos em esteatita (pedra sabão), que ornamenta majestosamente o pátio externo da Matriz do Bom Jesus do Matosinhos, em Congonhas do Campo, Minas Gerais.
  
No terreno inclinado que subimos em direção à igreja, existe uma
série de pequenas capelas onde ficam as esculturas de madeira em tamanho natural narrando os sofrimentos, a morte e ressurreição de Cristo. São os formidáveis "Passos da Paixão". O francês Germain
Bazin, curador do Museu do Louvre e professor no mesmo em Paris, que é um dos mais importantes historiadores de arte da nossa era, ao ver pela primeira vez, em
sua vinda ao Brasil a obra do artista, declarou emocionado: "é o maior escultor da América Latina, um dos maiores do mundo em todos os tempos, o Miguel Angelo brasileiro". Bazin passou a estudar o artista, publicando teses e inclusive um importante livro, que inseriram definitivamente o escultor na história da arte mundial de todos os tempos.

Antônio Francisco Lisboa, o "Aleijadinho", era filho ilegítimo de um mestre carpinteiro português, Manoel, e de uma escrava do mesmo, Isabel. Veio e deixou o mundo em Ouro Preto, Minas Gerais (1738 - 1814), com 76 anos, padecendo de uma doença deformatória (ao final da vida seus escravos tinham que amarrar as ferramentas em suas mãos). Aleijadinho construiu uma obra definitiva, fortemente marcada pela religião; católico, teve toda a sua coleção de esculturas dedicada a temas bíblicos.

Pouco se sabe sobre sua preparação como artista, comenta-se (sem se provar) que teve acesso a gravuras de mestres alemães, que teriam sido as primeiras influências sobre o seu trabalho. Contudo a sua obra (de caráter expressionista) tem visão e estilo próprios, contendo uma dramaticidade impressionante e única. Suas esculturas possuem forte espiri-tualidade, paixão e chegam mesmo a nos sugerir a fé.
    
Considerado o maior artista de nosso país, Aleijadinho atrai para Ouro Preto e outras cidades históricas de Minas milhares de pessoas de todos os cantos da terra ávidas em apreciar os seus trabalhos. A linda Ouro Preto é hoje, como Veneza, Roma, Florença e outras, patrimônio da humanidade, e a obra de Aleijadinho contribuiu substancialmente para que isso ocorresse.

Aleijadinho também projetou fachadas de igreja. Tenho o privilégio de na minha Tiradentes, Minas Gerais, onde há 29 anos mantenho atelier, ir à missa, com minha mulher, familiares e amigos na belíssima Matriz de Santo Antônio - fachada projetada por ele. Lá eles dizem "risco do Aleijadinho"; esse artista que optou pela beleza, se entregou a ela de primeira e ficou.
    
Nestas conversas aqui no setor de arte de nossa revista, não tenho a pretensão de discorrer sobre técnicas, dados históricos ou discussões críticas. Quero escrever pouco e mostrar mais. Meu maior desejo é
motivar, levar para ver, conduzir para a beleza, que não se explica,
mas se vê e se sente.


Fonte: http://www.condominioeetc.com.br/site_revista8/

 

 
Clique e leia comentários sobre esta notícia ( 0 )

Home - Quem somos - Obras - Regulamentos - Faq's - Fale conosco
Como anunciar - Artistas - Mural - Jogos - Link's - Livro de visitas
www.artenarede.com © 2008