Arquivo da tag: ninfeias

As flores de Giverny

Pensei em iniciar esse post com uma pergunta mas não sei qual seria a melhor. Fiquei indecisa entre perguntar “Quem nunca ouviu falar em Giverny?” ou “Quem já ouviu falar em Giverny? ”

Giverny é uma cidade francesa, situada ao norte de Paris, já na região da Normandia. Sua importância se deve aos famosos jardins da Casa de Claude Monet  ( 1840-1926 ), pintor francês e o maior nome da pintura impressionista.

Monet - Giverny lago ninfeias

Lago das ninfeias. Foto tirada em 17.09.2014, em minha visita a este jardim fantástico.

 

Monet - ninfeias 1

Detalhe de uma das obras da série “Ninfeias”

Monet - ponte

Detalhe da ponte japonesa em uma das obras da série “Ninfeias”

Claude Monet viveu em Giverny de 1883 até sua morte. Cuidar do jardim  era uma de suas atividades preferidas. Para ajudá-lo nesta tarefa, foram contratados seis jardineiros. Em 1893, Monet comprou também um terreno vizinho onde construiu o jardim  aquático, que seria sua grande fonte de inspiração nos anos seguintes. Em 1899, Monet pintou em Giverny a famosa série de quadros chamadas “Nenúfares” ou “Ninfeias”, inspirada no jardim aquático.

Monet - Giverny ponte

Lago das ninfeias com a ponte japonesa ao fundo. Foto tirada em 17.09.2014, em minha visita a este jardim fantástico.

Monet - Giverny lago ninfeias 2

Lago das ninfeias com foco no amarelo. Foto tirada em 17.09.2014, em minha visita a este jardim fantástico.

 

Na semana passada, estive na França para participar do ritual da dispersão das cinzas de minha mãe, falecida há dois meses. Nesta viagem, realizei dois desejos: o de minha mãe, que queria suas cinzas dispersadas nas “forêts de l’Oise“, em Chevrières, onde passou sua infância. O outro desejo era meu, que queria conhecer os jardins de Monet, em Giverny. Os dois desejos foram realizados. As cinzas pintaram de branco a relva no entorno da pequena capela de uma propriedade privada na pequena cidade perto de Compiegne, na região da Picardia. E as flores dos jardins de Monet coloriram meus pensamentos um tanto quanto cinzentos em que me encontrava …

 

Na semana em que se inicia a Primavera aqui ao sul do Equador, as flores outonais de Giverny são as mais belas do planeta.

 

Monet - jardim 1

Inacreditável estas flores aparentemente aquáticas brotando da grama… Foto tirada em 17.09.2014

 

Monet soube expressar a beleza das flores como ninguém. Jamais alguém o superou na concepção destas obras eternas que criou a partir do jardins de sua casa em Giverny. Ele eternizou momentos de intensa harmonia entre cores e formas, todas imaginadas em sua mente como uma quebra-cabeça de peças do paraíso…

 

monet_giverny

Obra de Monet, retratando parte de seu jardim em Giverny

 

Benditas sejam as flores no coração da natureza!

 

Monet - jardim dalia

Dálias colossais nos jardins de Monet. Foto tirada em 17.09.2014

 

 Autor: Catherine Beltrão

Monet e suas ninfeias milionárias

Monet

Claude Monet

Não há quem já não tenha ouvido falar em Claude Monet (1840 – 1926), pintor francês (como tem pintor francês importante, meu Deus…), o mais célebre entre os pintores impressionistas. Mas talvez poucos saibam a que ponto chega a valorização de suas obras, sobretudo as da série “Nenúfares“, ou “Ninfeias“, pintadas em sua residência de Giverny, na Normandia. Esta semana, a obra “As Ninfeias” (1906) foi arrematada por mais de 39 milhões de euros (54 milhões de dólares), em um leilão da Casa Sotheby’s de Londres. Uma curiosidade: esta mesma obra não foi vendida em 2010, quando foi a leilão na Christie’s.

Monet 3

“Ninfeias”, de Monet, 1906. Obra arrematada em leilão da Sotheby’s, em 23.06.2014

Mas esse não foi o recorde das ninfeias de Monet.  Em 2008, “O Lago das Ninfeias“, outro quadro desta famosa série, foi arrematado por 59 milhões de euros (80 milhões de dólares) também em um leilão da Sotheby’s de Londres.

Vale a pena deixar registrado aqui um pouco da história da criação da série “Ninfeias“. Em 1883, Monet decide morar numa pequena propriedade campestre em Giverny, no departamento de Eure, Alta Normandia.  Ali, ele cria um “ jardim d’água” (“jardin d’eau“) cujas ninfeias, íris e chorões irão se tornar conhecidos mundialmente graças às  pinturas que faz, a partir de 1885.

Monet 1Monet 2

A partir de 1897, Monet idealiza um projeto de um amplo conjunto decorativo, fundindo o movimento impressionista com suas criações em seu” jardim d’água “. Em 1918 ele doa ao governo francês o conjunto da série das Ninfeias em agradecimento aos sacrifícios feitos pela pátria francesa durante a guerra. Para abrigar o conjunto, o museu de Orangerie sofre profunda transformação, adaptando-o para que as obras sejam admiradas em seu total esplendor.

Monet 5

Eu já fui ao Museu de Orangerie. Sentada durante quase uma hora, em um banco no meio deste imenso salão circundado pelos painéis das “Ninfeias” , é quase como se sentir chegando às portas de algo transcendental. É impressionante mesmo.

Autor: Catherine Beltrão