Arquivo da tag: A Bela Adormecida

Odete, Aurora ou Clara?

Katia e sua avó pintora estavam recostadas no sofá azul da sala, ouvindo música. Música de balé. Música do compositor  Peter Ilyich Tchaikovsky.

- “Vou pintar uma bailarina!“, disse a avó. E complementou:

- “Qual você gosta mais? A Odete, a Aurora ou a Clara?

Katia respondeu: “Chiii… não sei! Adoro as três!

E as duas, avó e neta, foram lembrando dos balés…

Lagodos Cisnes_Osipova

Natalia Osipova e Matthew Golding, no balé “O Lago dos Cisnes”

A princesa Odete é a protagonista do balé “O Lago dos Cisnes“, o primeiro dos três balés musicados por Tchaikovsky. Um feiticeiro aprisionou Odete no corpo de um cisne, que vivia perto de um lago formado pelas lágrimas de sua mãe. De dia, Odete era cisne. À noite, ela voltava a ser princesa.

Mas o feitiço deixaria de existir quando um jovem lhe declarar amor e fidelidade.  E, se fosse traída,  Odete permaneceria para sempre como cisne.

- “É vó, lembro bem da Odete do ‘Lago dos Cisnes’… mas e a Aurora, ela é a princesa do balé ‘A Bela Adormecida’, não é?

BelaAdormecida_Osipova

Natalia Osipova e David Hallberg, no balé “A Bela Adormecida”

É. Katia lembrava muito bem do conto de fadas de Charles Perrault: o personagem principal é a princesa Aurora que também é enfeitiçada por uma fada maligna, logo que acaba de nascer. Um dia ela terá um dedo picado pelo fuso de uma roca e irá cair num sono profundo. Só irá acordar quando um príncipe encantado lhe der um beijo de amor verdadeiro.

- ” Puxa, vó, tá difícil escolher… e a Clara lembra o Natal, certo?”

- “Certíssimo! Uma grande árvore de Natal é o cenário do balé ‘O Quebra Nozes’”, disse a avó.

QuebraNozes_Osipova

Natalia Osipova e Mathias Heymann, no balé “O Quebra Nozes”

E ambas foram puxando pela memória…

No balé ‘O Quebra Nozes‘, a menina Clara ganha um presente muito especial, um boneco quebra nozes. Em disputa com o irmão, o boneco se quebra e ela vai dormir muito triste. Mas, em seus sonhos,  o boneco ganha vida e se transforma em um príncipe. Juntos, os dois fazem uma viagem mágica dentro de uma árvore de Natal.

- “Tive uma ideia!“, falou de repente a avó.

- “Vou pintar uma bailarina. E você decide se é a Odete, a Aurora ou a Clara… Tá bom assim?

- “Tá ótimo!“, respondeu a neta.

E a avó pintou “A bailarina ajoelhada de tutu branco” para Katia.

Bailarina1

“Bailarina ajoelhada de tutu branco”, de Edith Blin. 1957, pastel sobre cartolina, 50 X 38cm

E você? Qual das três bailarinas você acha que a Katia escolheu para representar a pintura? A Odete? A Aurora? A Clara?

   Autor: Catherine Beltrão

 Este é o 4º post da série “Bailarinas“.  1º post: “A Bailarina Azul”; 2º post: “A Fada Bailarina Lilás“; 3º post: “A Bailarina de Tutu Amarelo”.

 

A fada bailarina lilás

Existem fadas bailarinas? Essa foi uma pergunta que a menina Katia fez para a sua avó pintora que pintava bailarinas. A partir daí, mergulhamos no universo de Charles Perrault, o famoso criador de “A Bela Adormecida” e “Pele de Asno“, entre tantos outros contos maravilhosos…

Bailarina lilas - Alexandre Benois

Desenho da Fada Lilás, do ballet “A Bela Adormecida”, por Alexandre Nikolaevich Benois (1870-1960)

- “Existem fadas bailarinas? “- perguntou Katia.

- “Como é?” – respondeu a avó.

- “Perguntei se existem fadas que são bailarinas também… existem?”

- “Deixe eu pensar um pouquinho…  Ah, claro que existem! Você lembra da história d”A Bela Adormecida?” – perguntou a avó.

Bailarina lilas - Lilia Lishchuk

A Fada Lilás, do ballet “A Bela Adormecida, interpretada pela bailarina Lilia Lishchuk

- “Aquela que a princesa morde uma maçã e fica dormindo um tempão?

- “Não!!! Quem morde a maçã é a Branca de Neve! A Bela Adormecida espeta o dedo em uma roca...” – respondeu, sorrindo, a avó.

- “Ah, é isso mesmo, confundi! Também, é tanta história que a gente mistura, não é, vó?”

- “Pois bem.  Quando a princesa Aurora nasceu – aquela que ía dormir mais de cem anos na história – várias fadas vieram lhe trazer presentes.

- “Mas essas fadas também eram bailarinas?” – insistiu a neta.

- “Na história, não. Mas aí um grande compositor fez a música de um ballet para a história e muitos personagens viraram bailarinos! Inclusive as fadas!

- “Uau, que legal! Vó, a fada que eu mais gosto é a Fada Lilás!

Bailarina lilas_Perrault

Ilustração da Fada Lilás, no livro “Contes de Perrault” para a história “Peau d’Ane”. Editora Librairie Hachette, 1929. Ilustração de Félix Lorioux.

- “Mesmo? Que coincidência… eu também!” – retrucou a avó. “E por falar em Fada Lilás, você lembra também da história “Pele de Asno”? Nessa história também tem uma Fada Lilás!

Bailarina lilas - Peau d'Anne

A Fada Lilás, no filme “Peau d’Ane”, de Jacques Démy, interpretada por Delphine Seyrig. Vídeo.

- “Não brinca! Sim, é verdade, é aquela que vive conversando com a princesa pra ela não fazer besteira, não é?“ E continuou: “Ih, vó, tô lembrando: Eu também vi o filme “Pele de Asno”! Tinha muita música bonita no filme!

Isso mesmo! E ainda bem que a fada Lilás faz parte dessa história!” – e a avó acrescentou: “Mas esta fada não é bailarina… ela não dança… ela canta!

Puxa, que pena! As fadas que cantam são legais mas eu queria que todas as fadas fossem bailarinas, vó… Você pinta uma fada bailarina pra mim?

Claro que pinto!

E a avó pintou uma linda Fada Lilás para Katia…

Bailarina6

“A bailarina lilás”, de Edith Blin (1891-1983). 1957.

O que seria dos contos de fada sem as fadas… e algumas são até bailarinas!

   Autor: Catherine Beltrão

Este é o 2º post da série “Bailarinas“. 1º post: “A Bailarina Azul“.