Monet e suas ninfeias milionárias

Monet

Claude Monet

Não há quem já não tenha ouvido falar em Claude Monet (1840 – 1926), pintor francês (como tem pintor francês importante, meu Deus…), o mais célebre entre os pintores impressionistas. Mas talvez poucos saibam a que ponto chega a valorização de suas obras, sobretudo as da série “Nenúfares“, ou “Ninfeias“, pintadas em sua residência de Giverny, na Normandia. Esta semana, a obra “As Ninfeias” (1906) foi arrematada por mais de 39 milhões de euros (54 milhões de dólares), em um leilão da Casa Sotheby’s de Londres. Uma curiosidade: esta mesma obra não foi vendida em 2010, quando foi a leilão na Christie’s.

Monet 3

“Ninfeias”, de Monet, 1906. Obra arrematada em leilão da Sotheby’s, em 23.06.2014

Mas esse não foi o recorde das ninfeias de Monet.  Em 2008, “O Lago das Ninfeias“, outro quadro desta famosa série, foi arrematado por 59 milhões de euros (80 milhões de dólares) também em um leilão da Sotheby’s de Londres.

Vale a pena deixar registrado aqui um pouco da história da criação da série “Ninfeias“. Em 1883, Monet decide morar numa pequena propriedade campestre em Giverny, no departamento de Eure, Alta Normandia.  Ali, ele cria um “ jardim d’água” (“jardin d’eau“) cujas ninfeias, íris e chorões irão se tornar conhecidos mundialmente graças às  pinturas que faz, a partir de 1885.

Monet 1Monet 2

A partir de 1897, Monet idealiza um projeto de um amplo conjunto decorativo, fundindo o movimento impressionista com suas criações em seu” jardim d’água “. Em 1918 ele doa ao governo francês o conjunto da série das Ninfeias em agradecimento aos sacrifícios feitos pela pátria francesa durante a guerra. Para abrigar o conjunto, o museu de Orangerie sofre profunda transformação, adaptando-o para que as obras sejam admiradas em seu total esplendor.

Monet 5

Eu já fui ao Museu de Orangerie. Sentada durante quase uma hora, em um banco no meio deste imenso salão circundado pelos painéis das “Ninfeias” , é quase como se sentir chegando às portas de algo transcendental. É impressionante mesmo.

Autor: Catherine Beltrão

Uma opinião sobre “Monet e suas ninfeias milionárias”

  1. tudo lindo ,como a arte nos leva a um mundo que e so nosso, mas que podemos levar pessoa a decobrir um mundo desconhecido com a ela

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>