Búfalos, bisões, touros e bois

A família bovina data de 5 a 10 milhões de anos. A evolução desta família deu origem a várias espécies, até chegar aos nossos atuais bois, que encontramos hoje nos pampas, nos churrascos e nos supermercados.

Bufalo_Altamira

O “Bisão” de Altamira, Espanha.

Uma destas espécies, o bisão da estepe, surgiu há cerca de 2 a 5 milhões de anos atrás, se espalhando pela Eurásia e foi este o bisão retratado nos desenhos rupestres antigos descobertos em Altamira/Espanha e Lascaux/sul da França.

Bufalo_Lascaux

“Os bisões cruzados” da Caverna de Lascaux, na França.

Vestígios de mais de 20 mil anos indicam a ocupação da caverna de Altamira, norte da Espanha. Provavelmente foi ocupada há muito mais tempo. As pinturas mais elaboradas, como o “Bisão“, datam de 15 mil anos, mas concorrem com obras de várias épocas.

A pintura “Os Bisões Cruzados” da Caverna de Lascaux, França,  foi descoberta em 12 de Setembro de 1940. A figura, feita com carvão vegetal e óxido de ferro, data de aproximadamente 17.300 a.C.

Bufalo_Albert_Bierstadt

“Os últimos búfalos”, de Albert Bierstadt. 1888, ost, 153 X 245cm.

Albert Bierstadt (1830-1902) foi um pintor prussiano radicado nos Estados Unidos. Sua fama derivou de suas paisagens monumentais sobre o oeste selvagem americano, com tendências realistas, expressas na descrição minuciosa de detalhes. É o que se observa na pintura “Os últimos búfalos“, talvez a maior pintura sobre este animal já realizada.

Bufalo_Rousseau

“O combate do tigre e do búfalo”, de Henri Rousseau. 1891,  ost, 46 × 55 cm. Museu Hermitage, em São Petersburgo

Henri Rousseau (1844-1910) foi um pintor francês, considerado como um representante maior da arte naïf, tendo influenciado vários outros artistas, sobretudo os surrealistas.

O tema “selva” talvez tenha sido um dos mais fecundos utilizados pelo pintor. Sua flora era exuberante e imaginativa, e a fauna representava quase sempre animais ferozes em combate, como o “Combate do tigre e do búfalo“, de 1891.

E chega a vez dos touros de Pablo Picasso (1881-1973).

Bufalos_Picasso

Onze litografias do “Touro”, de Pablo Picasso. 1945.

Bufalo_picasso3

“Touro”, de Picasso. 1953. Escultura em madeira.

Picasso, pintor catalão, evoluiu o seu “Touro” em onze etapas. Criado no Natal de 1945,  ‘Bull’ é um conjunto de onze litografias que se tornaram uma Master Class em como desenvolver uma obra de arte do acadêmico ao abstrato. Nesta série de imagens, todas resultantes de uma única peça, Picasso disseca visualmente a imagem de um touro. Cada imagem representa uma fase sucessiva de um processo tendo em vista encontrar o absoluto “espírito” da besta. É como se ele caminhasse de frente para trás, do acabado para o esboço.

Picasso também realizou diversas esculturas com este tema, utilizando vários materiais, como bronze, mármore e madeira. É notável o seu “Touro” feito em 1958.

Dos bisões das cavernas pré-históricas aos touros de Picasso, estes animais sempre representaram para o homem símbolos de força e poder. Milhares de anos separam as criações. Os símbolos permanecem os mesmos.

 Autor: Catherine Beltrão

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>